Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

Fatores de Risco - Sedentarismo

Destaque - Legenda

O sedentarismo, além de provocar o aumento de peso, eleva o risco de desenvolver doenças crônicas, como problemas cardiovasculares. A falta de atividade física frequente pode gerar hipertensão, alterações nos lipídios e diabetes tipo 2, que levam ao maior risco de angina (estreitamento das artérias que conduzem sangue ao coração), infarto agudo do miocárdio e tromboses (formação de coágulos sanguíneos nas veias).

Isso ocorre porque durante a prática de exercícios, o coração aumenta a produtividade, tornando-se capaz de suprir demandas maiores de oxigênio e nutrientes pelas células. Já o sedentário não estimula o coração e fica sujeito ao aparecimento doenças cardiovasculares ocasionadas pelo endurecimento das artérias e pela formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

Para prevenir, trinta minutos de atividade física diária já fazem toda a diferença. Inclua na rotina atividades simples e saudáveis como caminhar pelo bairro, levar o cachorro para passear, trocar o carro pela bicicleta e o elevador pelas escadas.

Prepare-se para a atividade física

Antes de começar a incluir exercícios físicos na sua rotina, é preciso alguns cuidados importantes, como a avaliação médica e bateria de exames para checar se você está apto a praticar exercícios físicos.

Os exames são de acordo com o perfil, faixa etária, gênero e histórico de cada pessoa em relação à prática de atividade física. Em geral, o clínico solicitará exames de glicemia, hemograma e níveis de colesterol. Após estas avaliações, poderá pedir também teste ergométrico ou ergoespirométrico.

• • •

O sedentarismo, além de provocar o aumento de peso, eleva o risco de desenvolver doenças crônicas, como problemas cardiovasculares. A falta de atividade física frequente pode gerar hipertensão, alterações nos lipídios e diabetes tipo 2

 

Dicionário do Coração

 
ver todas