Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

Câncer de Bexiga - Tratamento

Destaque - Legenda estatisticas

O estágio da doença, da gravidade dos sintomas e da saúde geral do paciente são determinantes para a escolha do tratamento do câncer de bexiga.

No estágio inicial pode ser indicada uma cirurgia para remover o tumor sem remover a bexiga, acompanhada de quimioterapia ou imunoterapia diretamente no órgão. Nesses casos há também a possibilidade de tratamentos intravesicais.

Em estágios mais avançados, podem ser feitas cirurgia para remover a bexiga inteira (cistectomia radical) com a remoção dos gânglios linfáticos próximos ou cirurgia para remover somente parte da bexiga (cistectomia parcial). Se a bexiga for removida, há a necessidade de reconstrução do órgão para armazenamento e eliminação da urina.

A quimioterapia pode ser utilizada antes da cirurgia para tentar reduzir o tamanho do câncer, facilitando a remoção durante o procedimento cirúrgico. Após a cirurgia, ela tem o objetivo de destruir as células cancerígenas. Este procedimento pode ser sistêmico, ou seja, o tratamento é realizado na forma de medicamentos ou injetado na veia; ou intravesical, quando a quimioterapia é aplicada diretamente na bexiga através de um tubo introduzido pela uretra.

Após o tratamento, o acompanhamento deve ser feito com uma equipe multidisciplinar formada por oncologista e urologista. Além disso, exames de rotina devem ser realizados, como exame de urina, ecografia e tomografias – conforme a necessidade.

• • •

O estágio da doença, da gravidade dos sintomas e da saúde geral do paciente são determinantes para a escolha do tratamento do câncer de bexiga

 

ABC da Próstata

 
ver todas