Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

Câncer de Estômago - Diagnóstico

Destaque - Legenda estatisticas

Ao procurar o médico, o paciente deverá relatar seu histórico clínico completo, passando informações sobre os sintomas, os fatores de risco e a genética. Na ocasião, pode ser realizado um exame físico para avaliar a região abdominal. Alguns exames de imagens poderão ser solicitados:

Análise de amostras: confirma ou não a presença do câncer durante a biópsia. Por meio dele também é possível identificar o tipo de câncer.

Endoscopia digestiva alta: é um dos principais exames utilizados para identificar o câncer de estômago. O procedimento acontece após o paciente ser sedado, o médico insere um tubo flexível com luz e câmara na extremidade pela garganta para averiguar o esôfago, o estômago e a primeira parte do intestino delgado. Se alguma lesão é encontrada, realiza-se uma biópsia. O câncer, ao ser visualizado, parece uma úlcera, massa em formato de cogumelo com saliências.

Laparoscopia: após a confirmação do câncer, os especialistas podem pedir esse exame para confirmar a localização do tumor e se pode ser removido cirurgicamente. Nesse procedimento um tubo fino e flexível com câmera na extremidade é introduzido no paciente por uma pequena abertura cirúrgica na região abdominal. Sendo assim, ocorre a visualização do interior do abdome.

Exames laboratoriais: um hemograma completo pode detectar a presença de anemia, que pode causar uma hemorragia interna. Também pode ser solicitado um exame de sangue oculto nas fezes.

Ultrassom endoscópico: é uma técnica que utiliza ondas sonoras de frequência que produzem imagens em tempo real de órgãos tecidos e fluxo sanguíneo do corpo. O médico consegue visualizar as camadas da parede do estômago, assim como os gânglios linfáticos e outras estruturas.

Tomografia computadorizada: por essa técnica é possível visualizar fatias de regiões do corpo, por meio da rotação do tubo emissor de raios-x ao redor do paciente. Alguns desses exames podem ter contraste, quando deseja-se observar mais claramente os detalhes e ter um diagnóstico mais preciso. Com a tomografia é possível realizar a biópsia em uma área suspeita de ter uma lesão cancerígena com precisão.

Ressonância magnética: é um método de diagnóstico por imagem, que utiliza ondas eletromagnéticas para a formação de imagens. Permite avaliação dos órgãos internos, sem a utilização do raio-x e proporciona uma visão mais abrangente da região gástrica.

PET-CT: a tomografia por emissão de pósitron (PET) mede os sinais da doença por meio de combinação entre medicina nuclear e análise bioquímica, que permite uma visualização do corpo por meio das moléculas. Só é utilizado em alguns casos, para averiguar se o câncer passou para outras partes do corpo.

Radiografia de tórax: o procedimento verifica se a doença se disseminou para os pulmões.

• • •

Ao procurar o médico, o paciente deverá relatar seu histórico clínico completo, passando informações sobre os sintomas, os fatores de risco e a genética

 
ver todas