Exame de toque para diagnóstico do câncer de próstata continua sendo ignorado
Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

Exame de toque para diagnóstico do câncer de próstata continua sendo ignorado

Para urologista Aguinaldo Nardi, autor do livro “A fragilidade do sexo forte”, preconceito e prevenção disputam espaço na saúde masculina

Destaque - Campanhas educativas e de conscientização como o Novembro Azul ajudam a divulgar a importância sobre a prevenção

Por Da Redação - Publicado em 22 de fevereiro de 2016

A tecnologia na área da saúde avança a cada dia, mas para a prevenção funcionar é preciso tornar as visitas ao médico mais frequentes. Muitos homens, de todas as idades, ainda carregam um sintoma fatal: o preconceito. O comportamento pode acabar com as chances de diagnóstico precoce de doenças graves como o câncer de próstata. 

O urologista Aguinaldo Nardi aponta duas razões para o preconceito ainda disputar espaço com a prevenção na saúde masculina. A primeira está relacionada com a questão cultural do homem latino-americano que se sente constrangido para falar sobre sua saúde. Outro motivo é a falsa consciência do sexo masculino em se ver como um ser inatingível.

De acordo com o médico, diferentemente da mulher, o homem se considera indestrutível. O posicionamento do sexo feminino permitiu às mulheres criarem organizações sociais para cuidar de suas necessidades, como a Secretaria da Mulher que aborda o câncer de mama. 

“O homem não se reúne para falar sobre o câncer de próstata e pensar em medidas preventivas. Existe uma incapacidade muito grande para essa iniciativa, justamente por ele não reconhecer sua fragilidade”, explica o especialista, autor do livro “A fragilidade do sexo forte”

O médico afirma que essa postura está relacionada ao meio em que o indivíduo cresceu e vive. Homens hispânicos, por exemplo, conferem o mesmo preconceito que os brasileiros ao exame de toque e à ida ao médico. Já nativos da França, Alemanha e Suécia veem com mais naturalidade essa necessidade. 

Novembro Azul

Para o Dr. Nardi, uma das principais vias de quebrar esse preconceito é disseminar a informação. Integrante do Comitê Científico do Lado a Lado pela Vida, Instituto idealizador do Novembro Azul, o médico vê na campanha uma importante ferramenta para mudança de paradigmas. 

“Quanto mais o homem entender sobre a doença e as formas de cura, mais ele se sentirá à vontade para falar do assunto. Muitos se surpreendem ao fazer o exame de toque e perceber a distância que existe entre a realidade do que acontece no consultório e a fantasia que criam em suas mentes”. 

A recomendação é que o exame de toque seja realizado anualmente a partir dos 50 anos, ou se iniciar aos 45 no caso de histórico familiar e ou outro fator de risco identificado pelo urologista. Para saber mais sobre o câncer de próstata, seus sintomas, tratamento e medidas preventivas, acesse.

• • •

Para urologista Aguinaldo Nardi, autor do livro “A fragilidade do sexo forte”, preconceito e prevenção disputam espaço na saúde masculina



Warning: include(../../../../include/banner_lateral.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/3/6a/0e/novembroazul/public_html/noticia_interna.php on line 248

Warning: include(../../../../include/banner_lateral.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/3/6a/0e/novembroazul/public_html/noticia_interna.php on line 248

Warning: include() [function.include]: Failed opening '../../../../include/banner_lateral.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/pear') in /home/storage/3/6a/0e/novembroazul/public_html/noticia_interna.php on line 248