Vírus da herpes pode combater o melanoma, câncer mais grave de pele
Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

Vírus da herpes pode combater o melanoma, câncer mais grave de pele

O vírus da herpes geneticamente modificado pode combater o melanoma

Destaque - O vírus da herpes geneticamente modificado pode combater o melanoma, câncer mais grave de pele

Por Redação - Publicado em 13 de julho de 2015

O vírus da herpes geneticamente modificado pode combater o melanoma, câncer mais grave de pele. Quando injetado em tumores o vírus se replica e ajuda no combate especificamente deste tipo de câncer. O estudo foi publicado no Journal of Clinical Oncology. A pesquisa envolvei 436 pacientes de 64 centros nos EUA, Reino Unido, Canadá e África do Sul.

"Quando o vírus da herpes infecta uma célula ele cresce dentro dela e a faz explodir, infectando as células ao redor. Por isso a ferida são as células morrendo na sua pele", explica Richard Marais, do Cancer Research UK.

O vírus foi modificado de diversas formas. Primeiramente, os cientistas fizeram com que ele parasse de causar herpes. Depois, fizeram com que ele crescesse apenas nas células cancerígenas. Em seguida, eles tornaram o vírus atraente para o sistema imunológico.

A técnica poderá ser usada, no futuro, para combater outros tipos de câncer, segundo a pesquisa. Tratamentos semelhantes de imunoterapia para melanoma já estão disponíveis nos Estados Unidos e na Europa, mas os pesquisadores acreditam que o vírus modificado, conhecido como T-Vec, poderia se somar a isso.

• • •

O vírus da herpes geneticamente modificado pode combater o melanoma