Conheça quais são os principais sintomas e tipos de tratamento do HPB e qual é a melhor forma de tratá-los
Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

Conheça quais são os principais sintomas e tipos de tratamento do HPB e qual é a melhor forma de tratá-los

A doença consiste no aumento de tamanho da próstata e que pode levar ao aparecimento de distúrbios miccionais

Destaque - A doença consiste no aumento de tamanho da próstata e que pode levar ao aparecimento de distúrbios miccionais

Por Redação - Publicado em 10 de julho de 2015

A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino que produz a maior parte do liquido seminal. Tem o tamanho de uma noz e pesa cerca de 20 gramas. Está situada logo abaixo da bexiga e envolve a uretra na sua porção mais próxima da bexiga. A uretra por sua vez é o tubo que conduz a urina armazenada na bexiga para o meio exterior.

A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) consiste no aumento de tamanho com característica benigna (não canceroso), que em muitos homens leva ao aparecimento de distúrbios miccionais leves, moderados ou até severos como a retenção urinária aguda. No entanto, nem todos os homens apresentam sintomas decorrentes do aumento de volume da próstata, mas quando ela começa a aumentar ou expandir substancialmente chega a pressionar a uretra, leva ao aparecimento de distúrbios urinários. 

A ocorrência da HPB aumenta com a idade, sendo 30% em homens com mais de 50 anos, 40% com mais de 60 e até 50% dos homens com mais de 70 anos de idade. Os sintomas da HPB incluem a dificuldade em iniciar a micção, vontade repentina de urinar, gotejamento de urina após a micção, interrupção da micção, jato fraco ou lento, micção frequente especialmente à noite, esforço miccional e incapacidade de esvaziar completamente a bexiga.

Muitas vezes estes sintomas reduzem a qualidade de vida para uma extensão tão grande que os indivíduos afetados passam a modificar suas rotinas diárias em torno desta condição, como beber menos líquidos, dormir mal, ter acesso fácil a instalações sanitárias, etc. Quando os sintomas interferem na rotina diária, é recomendado a estes pacientes procurar um médico urologista, pois a HPB não tratada pode conduzir a graves complicações como infecção urinária e insuficiência renal.

O tratamento da HPB visa reduzir os sintomas dos pacientes e melhorar sua qualidade de vida. Sintomas leves e moderados geralmente podem ser tratados com sucesso com medicamentos. A cirurgia se torna necessária nos casos em que o medicamento não é mais eficaz ou bem tolerado e se houver complicações graves. Em última análise três em cada dez homens que sofrem de HPB terão que passar por cirurgia.

Constitui a cirurgia a opção de tratamento mais eficaz e permanente, pois tem como alvo a causa do problema. O tecido prostático aumentado que leva a obstrução é removido cirurgicamente e a uretra é aliviada de sua compressão e o indivíduo passa a ter micção normal e sem sintomas.

Hoje, os médicos podem escolher entre uma forma segura e eficaz de tratamento com cirurgia minimamente invasiva através da qual o tecido prostático é removido através da uretra (transuretral). A RTU (ressecção transuretral da próstata) representa o procedimento padrão e é realizada na maioria dos casos até o momento.

• • •

A doença consiste no aumento de tamanho da próstata e que pode levar ao aparecimento de distúrbios miccionais