Logo Instituto Lado a Lado

Campanhas criadas pelo Instituto Lado a Lado pela Vida:

Logo Ser Homem
Logo Novembro Azul CAMPANHA DO INSTITUTO
LADO A LADO PELA VIDA

Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
  • Parceiro Institucional
imprensa contato

O Câncer de Próstata - ABC da próstata

Dicionário de palavras mais usadas

Dicionário de palavras mais usadas

ABC da Próstata

A

Ablatherm® HIFU: aparelho médico que utiliza HIFU (high intensity focused ultrasound) para tratar o câncer da próstata (Vide HIFU).

Adenoma da próstata: tumor benigno da próstata que causa um aumento importante em seu tamanho.

Ambulatório: unidade destinada à prestação de assistência em regime de primeiros socorros, preparados para pronto atendimento em pequenos procedimentos. Permite ao paciente sair do hospital no mesmo dia da intervenção.

Anestesia geral: ato de anestesiar um paciente e deixá-lo insensível.

Anestesia raquidiana: ato de tornar insensível a parte inferior do abdômen e as pernas.

Antibiótico: medicamento que trata infecções causadas por bactérias matando-as.

Atrofia: desperdício ou encolhimento do tamanho dos tecidos ou dos órgãos.

Androgênio: hormônio responsável pelo desenvolvimento e pela manutenção das características sexuais masculinas. A testosterona é um andrógeno.

Antígeno prostático específico (PSA): uma proteína do sangue produzida pelo crescimento das células da próstata. Medições desta proteína no sangue podem ajudar na detecção do câncer de próstata.

B

Benigno: sem gravidade. Quando um tumor é considerado benigno, ele não é um câncer.

Bexiga: órgão no qual a urina fica contida antes de ser evacuada.

Biópsia: exame para coletar pequenos fragmentos de tecidos de um órgão e examiná-los ao microscópio.

Braquiterapia: implantação de sementes radioativas na próstata para o tratamento de câncer.

Balanopostite: inflamação conjunta da glande e do prepúcio desencadeada por diversos fatores. Os mais comunsvêm de hábitos higiênicos inadequados e excesso do prepúcio (pele que envolve a glande).

Benigno: crescimento não maligno do tumor, que não invade nem destrói tecidos vizinhos.

Biópsia: remoção de uma pequena quantidade de tecido de um órgão ou glândula para estudo e diagnóstico.

C

Câncer: são células anormais que se desenvolvem de maneira descontrolada no organismo. Quando elas se aglomeram, são chamadas de tumor.

Cintilografia óssea: exame de imagens médicas que permite visualizar o esqueleto (ossos) e detectar as metástases.

Crioterapia: tratamento local que tem a finalidade de destruir o órgão doente pelo frio.

Cistite: é um processo inflamatório desencadeado por infecção bacteriana, localizado na bexiga ou no trato urinário inferior.

Criptorquidia: condição na qual o testículo está ausente no escroto, detido em algum ponto do abdome ou da região inguinal.

D

Disfunção erétil: presença do desejo sexual sem a correspondente ereção do pênis.

Disúria: micção difícil ou dolorosa. É um sintoma comum quando ocrrem distúrbios da próstata.

DNA (Ácido Desoxirribonucleico): molécula contida no núcleo das células e que contém as informações necessárias para o desenvolvimento e funcionamento de um órgão.

E

Ecografia: exame de imagens médicas indolor realizado com um aparelho de ultrassom.

Efeito secundário: consequência normalmente negativa de um tratamento.

Ereção: a ereção do pênis se dá quando essa estrutura se torna firme e dilatada, um mecanismo de complexa interação psicológica, neurológica, vascular e endócrina.

Escore de Gleason: resultado de um estudo microscópico das células cancerosas da próstata. Esse escore permite determinar o nível de agressividade do câncer.

Esfíncter: músculo arredondado ao redor de um orifício natural que permite a abertura e o fechamento do orifício.

- O esfíncter urinário situado na saída da próstata permite reter e eliminar a urina.

- O esfíncter anal permite reter e evacuar as fezes.

Esperma: líquido emitido no momento da ejaculação.

Estadiamento: termo muito usado em oncologia. Pode ser entendido como uma forma de avaliar a extensão da doença em relação ao órgão de origem, isto é, checar o grau de comprometimento do órgão no qual o tumor teve início e avaliar se a doença se espalhou além do local de origem.

Ejaculação: expulsão do sêmen pelo pênis, geralmente acompanhada de orgasmo. O líquido ejaculado é composto pelo esperma e por outras secreções.

Ejaculação precoce: incapacidade do homem em manter ereção por tempo suficiente para satisfazer a si e à companheira. Pode ocorrer por período longo ou temporário.

Ereção: o alargamento e enrijecimento do pénis como um resultado de estimulação sexual.

F

Fimose: condição que impossibilita, em maior ou menor grau, a exteriorização da glande, impossibilitando a higiene adequada e, em alguns casos, dificultando o ato sexual.

G

Gânglio linfático: pequeno nódulo situado sobre os vasos linfáticos que desempenha um papel importante na proteção do corpo contra as infecções e as células cancerosas.

Glândula: pequeno órgão cuja função é produzir uma ou mais substâncias.

Gleason: veja escore de Gleason.

Ginecomastia: desenvolvimento excessivo das mamas nos homens, por causas hormonais ou glandulares.

H

HIFU (Ultrassom Focalizado de Alta Intensidade): técnica médica que permite tratar tumores por calor, criado com a focalização dos ultrassons.

Hipertrofia da próstata: veja Adenoma da próstata.

Hormônio: substância produzida por uma glândula e que age no desenvolvimento ou no funcionamento de um órgão.

Hormonioterapia: tratamento do câncer com a ajuda de hormônios. Funciona por meio da retirada do hormônio da circulação (privação) ou pela introdução de uma substância com efeito contrário ao hormônio (antagonista).

Hipertrofia Benigna da Próstata (HBP): alargamento ou crescimento do tecido glandular da próstata. Esta condição pode causar o aumento da próstata obstruindo o fluxo da urina e causando dificuldade para urinar.

Hematúria: significa urina contendo sangue. Ocorre em grande número de doenças dos rins e das vias urinárias, como infecções, cálculos e tumores.

I

Impotência: incapacidade de ter ou de manter uma ereção suficiente para conseguir uma relação sexual.

Incontinência: incapacidade de conter a eliminação da urina ou fezes.

IRM (Imagens por Ressonância Magnética): exame de imagens médicas indolor por campo magnético.

Incontinência urinária: incapacidade para controlar as funções da bexiga ou do intestino.

J

Sem referências no momento.

K

Sem referências no momento.

L

Líquido seminal: líquido composto de secreções das vesículas seminais* e da próstata. Ele compõe o esperma* com os espermatozoides.

Litíase urinária: presença de cálculos nos rins e nas vias urinárias. O sintoma mais comum é a cólica renal, podendo no entanto ocorrer hematúria, infecção urinária ou obstrução severa das vias urinárias.

M

Metástase: formação de um tumor ligado à migração de células cancerosas de um tumor inicial para outras partes do corpo.

N

Não invasivo: caracteriza os atos médicos que não necessitam de incisão da pele.

Nervo eretor: situados na periferia da próstata, são nervos que permitem ter ereções.

Noctúria: desejo ou necessidade de urinar durante a noite com frequência.

O

Oncologista: médico que estuda e trata os tumores que podem ser benignos e malignos.

Orquite: processo inflamatório do testículo, geralmente de origem infecciosa.

Orquiepididimite: inflamação do testículo e do epidídimo (conduto ligado ao testículo). Pode ser causada por vários agentes infecciosos ou por traumatismo.

P

Próstata: glândula do aparelho genital masculino que desempenha um papel na produção do esperma.

Prostatectomia radical: operação cirúrgica que consiste em remover inteiramente a próstata.

Prostatite: inflamação benigna da próstata, tratada por antibióticos.

PSA (antígeno específico da próstata): abreviação de Prostatic Specific Antigen. Substância produzida pela próstata que circula no sangue

Q

Quimioterapia: tratamento do câncer com a ajuda de medicamentos tóxicos para as células cancerosas.

R

Radioterapia: tratamento local com a finalidade de destruir as células por meio da aplicação de grânulos radioativos no órgão atingido.

Radioterapia externa: tratamento local que tem a finalidade de destruir as células cancerosas por meio de raios radioativos.

Raios-X: raios invisíveis que atravessam certos componentes do corpo humano e permitem realizar exames como as radiografias e os scanners.

Recidiva: reaparição dos sinais da presença do câncer após uma remissão.

Reto: parte terminal do intestino grosso que termina no ânus.

S

Scanner: exame de imagens médicas indolor por raios X que permite obter imagens em “fatias” do corpo humano.

Sonda urinária: tubo flexível introduzido na uretra até a bexiga para permitir o escoamento da urina.

T

Termoablação: tratamento por meio do Ablatherm® HIFU.

Testículos: duas glândulas ou gônodas que produzem os hormônios masculinos (testosterona) e os espermatozoides.

Testosterona: principal hormônio masculino produzido pelos testículos.

Toque retal: exame que permite apalpar a próstata passando pelo reto. É rápido (dura em média 15 segundos) e indolor.

Tumor: massa de células anormais. Um tumor pode ser benigno ou maligno (câncer).

U

Ultrassons: vibrações não audíveis pelo ouvido humano utilizadas para as imagens médicas (ecografia) e determinados tratamentos (Ablatherm®).

Uretra: canal que sai da bexiga e permite eliminar a urina para fora do corpo. A uretra conduz também o esperma no momento da ejaculação.

Urina: líquido emitido pelos rins compostos de dejetos do organismo.

Urologista: médico especialista em problemas urinários e genitais.

V

Vesículas seminais: glândulas conectadas à próstata que produzem a maior parte do líquido seminal.

Varicocele: processo de dilatação das veias do testículo, que pode ocorrer em um deles ou em ambos. Em geral, é indolor, mas dependendo do seu volume, pode causar dor, além de infertilidade.

Vesículas seminais: duas estruturas que ficam logo atrás da próstata. Produzem um líquido viscoso (líquido seminal) que se mistura à secreção prostática e aos espermatozóides, para formar o sêmen. É o local onde se produz a maior quantidade (80%) do líquido seminal.

W

Sem referências no momento.

X

Sem referências no momento.

Y

Sem referências no momento.

Z

Sem referências no momento.

 

Notícias

ver todas